Mais de 10 mil Policiais Protestam Contra a PED 287/16 na Esplanada dos Ministérios.

31991941503_428f1fb5c9_n.jpg

A Polícia Militar do DF confirmou que o número de policiais que protestaram contra o fim da aposentadoria de risco aos profissionais da Segurança Pública passou de 10 mil. A manifestação foi organizada pela União dos Policiais do Brasil e marcou o início da luta contra a injustiça que a PEC 287/16 (Reforma da Previdência) traz aos policiais que têm expectativa de vida reduzida e se expõem a perigos constantes.

Os números da manifestação impressionam. Deputados Federais, Estaduais e até Vereadores registraram presença em apoio aos profissionais da segurança pública brasileira na última quarta-feira (08). Pelas contas da organização, 27 parlamentares da Câmara Federal falaram ao microfone durante as mais de cinco horas de mobilização.

O deputado Augusto Carvalho (SD/DF) destacou o fato de os policiais serem pais e mães fora do trabalho. “Com todo o respeito que tenho por todas as profissões e categorias mas os senhores e senhoras são diferentes das outras carreiras, não podem ser jogados na vala comum da aposentadoria. Um pai ou uma mãe muitas vezes deixa o filho doente em casa para combater o crime, sem saber se vai voltar para abraçar sua família novamente”, destacou o parlamentar.

Pedro Cavalcanti, presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), afirmou que a cobrança ao governo é que haja justiça quanto a aposentadoria dos policiais. “Procuramos conversar com o governo mas não houve diálogo e disseram que o local de debate seria no Congresso Nacional. Houve um tratamento diferenciado com as Polícias Militares e com as Forças Armadas e nós queremos o mesmo tratamento porque nós fazemos polícia do mesmo jeito”, explicou Cavalcanti.

Atos
Várias ações simbólicas ocorreram no gramado do Congresso Nacional. Túmulos simbolizando a impossibilidade de um policial atingir a idade da aposentadoria, cruzes para homenagear policiais mortos em idade de ativa e uma caminhada com gritos de ordem até o Palácio do Planalto foram os pontos altos da tarde.

Comissão especial montada
No dia seguinte ao ato dos profissionais de segurança pública, foi instaurada na Câmara dos Deputados a Comissão Especial da Reforma da Previdência. O Deputado Carlos Marun (PMDB/MT) foi eleito Presidente e o deputado baiano Artur Oliveira (PPS/BA) é o relator.

Fonte: FENAPRF

0
Your rating: None